7 de nov de 2015

Dica de Filme!!!

A dica de hoje na verdade é tripla!

Livro, Filme e Música!

Into the Wild ou Na Natureza Selvagem (Título no Brasil) é um filme emocionante!
Baseado em fatos, escrito e dirigido por Sean Penn.
É uma adaptação do livro de mesmo nome do autor Jon Krakauer de 1996 que relata as viagens de Christopher McCandless.
O filme é estrelado por Emile Hirsch como McCandless e um grande elenco que reúne: Marcia Gay Harden, William Hurt, Jena Malone, Catherine Keener, Vince Vaughn, Kristen Stewart, Hal Holbrook, entre outros.
  
  
  

O filme estrelou durante o Festival de Roma em 2007 e mais tarde foi nomeado para dois Globo de Ouro, ganhou o prêmio de melhor canção original com Guaranteed de Eddie Vedder e também foi indicado a dois Oscar.


Fonte: Wikipedia.
Não queria comentar muito nessas dicas de filmes, mas é impossível não falar um pouco da história verdadeira por trás do enredo, pois é ela que te prende e faz depois de assistir ao filme querer conhecer quem foi e o que fez Christopher McCandless.
Em 1990, com 22 anos e recém-licenciado, Christopher McCandless ao terminar a faculdade, doa todo o seu dinheiro a uma instituição de caridade, muda de identidade e parte em busca de uma experiência genuína que transcendesse o materialismo do cotidiano. 

Abandona, assim, a próspera casa paterna sem que ninguém saiba e aventura-se na estrada. 
Perambula por uma boa parte da América, chegando mesmo ao México à boleia, a pé, ou até de canoa, arranjando empregos temporários sempre que o dinheiro faltasse,mas nunca se fixando muito tempo no mesmo local. 
Chris acaba por abandonar o seu carro e queimar todo o dinheiro que levava consigo para se sentir mais livre. 
Desconfiado das relações humanas, ansiava por chegar ao Alasca, onde poderia estar longe do homem e em comunhão com a natureza selvagem e pura. 
O que lhe acontece durante este percurso transforma o jovem num símbolo de resistência para inúmeras pessoas.
Christopher dá igualmente início a uma aventura começando por fazer uma capucho ao Alex que mais tarde viria a encher as páginas dos jornais e que termina com a sua morte no Alasca.
Chistopher queria fugir de uma família materialista, hipócrita e cheia de mentiras. 
McCandless era um rapaz tímido, mas extremamente simpático, uma pessoa que faz amigos com facilidade, com uma simpatia espontânea, onde apenas se entrevê uma certa tristeza interior, não obstante toda a força que possui. 
Infelizmente McCandless não é bem tratado pela rude e impiedosa natureza que tanto amou, e onde procurou uma solução para o seu vazio. 
O tocante final do filme, é o derradeiro motivo para admirarmos esta sétima obra de Sean Penn atrás da câmara.
Era Christopher McCandless um aventureiro heróico ou um idealista ingênuo que tudo arriscava ou uma trágica figura que lutava com o precário balanço entre homem e Natureza e contra o materialismo da sociedade?
Podem se seguir discussões e debates para decidir se era ele uma resposta a uma sociedade doente ou um jovem intenso demais em tudo que fazia. 
Porém, todo julgamento que fizermos dele será hipotético: sobre alguém que atravessou as fronteiras de si mesmo e chegou onde poucos habitam, que experimentou o seu jeito de viver e concluiu que seu lugar no mundo não era tão ruim assim. 


Mas já era tarde demais para voltar, ele já estava onde o julgamento nem bem compreende e nossa sociedade isolada em suas redes de comunicação não pode sequer supor.
Fonte: Wikipedia.
Vale a pena assistir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi!!!
Muito obrigada pela visitinha e assim que possível irei retribuir...
Divirtam-se!!!
Bjocas!!!